Caminho Vocacional

Para começar esta meditação veja este vídeo de Dom Henrique Soares. Apenas continue meditando sobre o chamado vocacional a Comunidade GMP, se estiver em consonância com as palavras deste venerável Bispo de nossa Igreja.

DOCUMENTOS DE ESTUDO

 

Vamos criar o hábito do estudo das coisas de Deus?

Fundamentos Basicos GMP

Metodologia e Plano de Missão

Projeto Formativo GMP

Regimento Interno GMP

Gostaria de pedir que todos os membros da Comunidade GMP fizessem, em janeiro de cada ano, a leitura orante das Cartas de João e do livro Cântico dos Cânticos

Jo 4

Jesus entre os samaritanos

Veja o nosso Organograma em detalhes!!!

formação_1_gmp.png

Vamos meditar, registrar, fazer memória e partilhar as experiências com Deus?

ENCONTRANDO-SE COM O CARISMA GMP

PERGUNTAS NORTEADORAS
(Pode ser na casa do candidato ao Caminho Vocacional)

1.Fundação e História (Hb 10, 19-25. 32-35)
 

Como surgiu a Comunidade GMP? Houve uma "inspiração primeira"? FB (Fundamentos Básicos) p. 20
 

Como foi o primeiro impulso?
 

Como foram os primeiros encontros?
 

A mensagem de Deus foi confirmada? Hb 2, 3c (Tradução da Ave Maria)
 

A mensagem de Deus foi transmitida pelos que ouviram? Hb 2, 3c (Tradução da Bíblia de Jerusalém)
 

Os primeiros membros tiveram "capacidade de comunicar" para gerar "fecundidade espiritual"?
 

Podemos ver os sinais, prodígios, milagres e dons do Espírito Santo na vida de nossa Comunidade? Hb2, 4
 

Houve uma "atração misteriosa" que conduziu muitos filhos a vida em comunidade? Hb2,10
 

Temos "afinidade espiritual"? Temos vergonha de nos chamarmos de irmãos? Hb2,11
 

Louvamos a Deus pela graça derramada? Hb2,12 Palavra de refundação (3/3/2016): Is 57, 14-15. 18-19
 

Somos semelhantes? Temos um "estilo de vida comum"? Hb 2, 17
 

Há prova na vida de Comunidade? Hb2, 18

 

História: Clique aqui

Ler o item 3 dos encontros de Oblação (Olhar o Passado): Clique aqui 

 

Fotos: Clique aqui


2.Fundador
O que é um Fundador? Leitura das página 16 e 17 do livro “Fundamentos Básicos GMP”.


Ter se sentido chamado a seguir um determinado gênero de vida evangélica e consagrar-se.


Ter começado a exercer certa influência, atraindo outros ao mesmo gênero de vida


Ter realizado assim, pouco a pouco, nova família evangélica.


Possui dom da fecundidade espiritual.

Fundador: Clique aqui

O que é uma Cofundadora? 

Espelho para o fundador, possui forte ligação espiritual com o fundador, participa dos sofrimentos do fundador partilhando certa paternidade (ou maternidade).


E na sua vida qual a experiência do chamado de Deus? O que te fez ser GMP?


O que nos fortalece como Comunidade é a experiência fundante.


Fundamentos Básicos GMP p. 19 e 20


Vocação é o encontro de duas liberdades: absoluta (Deus chama) e humana (responde).


Qual a sua resposta livre ao chamado de Deus?


Recordemos o chamado de Santa Faustina. Fundamentos Básicos GMP p. 57 (Diário de Santa Faustina) D. 8, 9 e 14

Padre Duarte Lara fala sobre a Nova Ordem Mundial e sobre a importância da obediência.

3.Novas Comunidades

Papo Aberto - A missão das Novas Comunidades

Dom Henrique Soares fala sobre as Novas Comunidades:

Monsenhor fala as Novas Comunidades:

Exortação Apostólica Pós-Sinodal Vita Consecrata do Santo Padre João Paulo II

Clique aqui

O que é uma Nova Comunidade ou Nova Fundação? Fundamentos Básicos GMP p. 7
 

Qual a originalidade das Novas Comunidades? Fundamentos Básicos GMP p. 10
 

Quais as principais características das Novas Comunidades?

 

Novas Comunidades (Item 12) :

Clique aqui

Quais as virtudes dos primeiros cristãos? At 2, 42
 

As Novas Comunidades são semelhantes aos institutos que já existiam na Igreja? Vita Consecrata, 12
 

No que são semelhantes? Fundamentos Básicos GMP p. 8
 

Uma das principais características das Novas Comunidades, segundo a CNBB é: Fundamentos Básicos GMP p. 11
 

O que é uma Comunidade de Vida e Comunidade de Aliança? Fundamentos Básicos GMP p. 13
 

Há diferença na viva dentro das Novas Comunidades das Comunidades paroquiais? O que há de diferente? Fundamentos Básicos GMP p. 15
 

A apóstola da Misericórdia - Leitura das páginas 57 e 58 do livro “Fundamentos Básicos da Comunidade Graça, Misericórdia e Paz” Diário de Santa Faustina - D 8, 9 e 14

4.Carisma
Fundamentos Básicos GMP p. 18


Ser sinal da Misericórdia - Mt 11, 28-30
 

O que é carisma de fundação? O que há de original no nosso carisma? RI cap. 2
 

AS NOVAS COMUNIDADES COMUNGAM A ESPIRITUALIDADE DO NOVO PENTECOSTES, EXPRESSAM ISSO DE MANEIRA BEM PRÓPRIA CONFORME O CARISMA DADO POR DEUS A CADA UMA. Carisma é expressar uma dimensão de Cristo (Misericórdia). Carisma é um dom particular de Deus, uma graça única... (p. 19- Dom da Trindade).


Devemos crer que a vivência e o testemunho do amor e da misericórdia podem fazer com que o mundo se curve diante de Cristo; mas para isso é importante primeiramente que nós nos curvemos ao carisma que Deus nos deu vivendo a radicalidade da misericórdia e do amor na família, nas nossas profissões, nos estudos, enfim por todos os lugares que passamos. Atualizar Jesus misericordioso no mundo de hoje. Viver a família (Mt, 5, 28) no pleno amor e pureza num mundo que vem banalizando a família. Mostrar para o mundo a beleza da família, da afetividade e da sexualidade no matrimônio. (Fundamentos Básicos GMP p. 19) (p. 19, 20, 21 e 22 do livro Novas Comunidades- Dom da Trindade)


Vivendo o carisma em harmonia (Mt 15, 21-28 . Ecle 3, 1-11) Trazemos da vida monástica a riqueza “trabalha e reza.”


Jaculatórias – D. 162
(Poderíamos elaborar um álbum de fotos para fazer memória da nossa história como Comunidade)
 

Qual o nosso carisma? Fundamentos Básicos GMP p. 18
 

Como você tem vivido o carisma? Você procura aprofundar-se no carisma GMP?
 

Para viver autenticamente o carisma é importante aprofundar-se nele.

Clique aqui

O que você acha da frase a seguir?

"O mais importante não é ter fé e sim manter a fé!"
"O mais importante não é ter carisma e sim manter o carisma!"

5.Um caminho de formação - Os quatro pilares.

Ler item 2 dos encontros de Oblação (Síntese do Projeto Formativo). Clique aqui

Lc 4, 16-24
 

At 2, 42

Comunidade GMP - Vita Consecrata, Doc. Aparecida e CIC (Alegria do Evangelho)

Ser- Carisma, conversão e orar (Todo é maior que a parte.)
 

Conhecer - Cultural e profissional, discipulado e conhecer. ("A realidade é maior que a ideia.")

Viver juntos - Humana e fraterna, comunhão e amar. ("Unidade prevalece sobre o conflito.") - Unanimidade em Deus (Não conversar com a solidão).
 

Fazer - Apostólica, missão, servir. ("O tempo é superior ao espaço.") - Francis Collins (amor ágape, amor puro, amor que é dado sem nada ser cobrado)

​Transmissão de quem fez a experiência de Deus. Não pode ser triste um coração que ama a Deus.

Orietações sobre a formação nos Institutos Religiosos. Clique aqui

Ser cristão:
Os apostos experimentaram a Paixão de Cristo. O sofrimento humano no maior grau

 

Você experimenta o sofrimento em algum grau?
 

Deus estica o elástico da nossa vida. Dá uma segurada no elástico e solta para darmos grandes voos ao céu.
 

Sentido cristão do sofrimento humano.
 

Podar os galhos. Quanto mais galho (apego) mais dor. Não se apegue a esse mundo!

6.Espiritualidade (Jo 19, 27. 34)

Leitura do Capítulo “Deus Pai Espiritualidade”(página 17 a 25) do Livro Dom da Trindade.


Cada comunidade deve ter bem claro qual é o seu ritmo de relação com Deus. Deve saber o que rezar, quando rezar e quanto tempo rezar. (p. 24)


VOCÊ TEM CLAREZA O QUE REZAR?


VOCÊ JÁ FEZ O SEU CRONOGRAMA DE ORAÇÕES DIÁRIOS COM HORA MARCADA? OU DEIXAMOS PARA REZAR NO TEMPO QUE SOBRA?


Natureza do Carisma
Finalidade: Abrir-se ao amor misericordioso de Jesus através da consagração de vida comunitária.
 

Virtude necessária: Humildade- Olhar para os santos e apóstolos da Igreja (p. 25- 27 do livro Novas Comunidades- Dom da Trindade)
 

Visão: Ver os frutos de conversão e santidade através do testemunho constante do carisma GMP, priorizando tempo adequado para formação comunitária e contemplação do carisma que nos foi confiado.

Uma escola de fé ou captadora de membros?
 

"Tempo de nascer e tempo de morrer."
 

Livro Novas Comunidades - Dom da Trindade (p. 27-31)

"Os católicos saem da igreja pela extrema direita ou pela extrema esquerda."
 

Doutrina + Carisma


andar com os apóstolos + andar com os irmãos


grade e disciplina + graça e devoção
 

Video Padre Wagner Ferreira e professor Felipe Aquino

Nossa espiritualidade:

“Com Maria buscar a experiência de Pentecostes para no Espírito adorarmos Jesus Misericordioso com amor Esponsal.”

Base: Fé e amor
O que significa dizer que o nome da nossa Comunidade demonstra o itinerário que queremos seguir?

 

O sinal da Comunidade GMP mostra a Cruz e Jesus Misericordioso transbordando sangue e água! Qual a importância deste sinal? Sangue e água significam o transbordar de que?
 

Você tem desejo de carregar o sinal da Comunidade GMP?

Lc 3, 4 - O que é ser alma esposa de Cristo? O significa viver um matrimônio espiritual com Jesus? Quer ser uma alma esposa de Cristo? É importante alimentar-se da graça eucarística?


O que é o Reino de Deus? (Mt 13, 24-33. 51; Lc 20,34-36)
 

Advento- 1 Ts 4, 13.17; 5, 2; 2 Ts 2,1-3.14-17
 

Haverá fim da história? Hb 9,27
 

Basta honrar Jesus com os lábios? (Mt15, 8-9; Lc 24, 13-35)


Lc 4, 16-24 - O que significa vivenciar a efusão do Espírito Santo e dos dons carismáticos? Fale das suas experiências com a ação do Espírito Santo.

Lc 1, 27-28 - Você reconhecer que é filho de Maria? Você quer ser todo de Maria? Quais os benefícios de consagrar-se a Maria Santíssima?


Espiritualidade é algo que se tem ou algo que se vive? Qual a importância da espiritualidade comunitária? Qual a importância de discernimento através de oração comum?
 

Livro Novas Comunidades- Dom da Trindade. (p. 24 à 27 e 30 à 31). Importante a leitura e meditação destas páginas.

Ainda sobre ESPIRITUALIDADE
Você tem vontade de viver a espiritualidade da Comunidade Graça Misericórdia e Paz?
 

Escute essa pregação!

Avanço na vida espiritual, cura interior, afastamento dos vícios (...) requer vontade e disciplina.


Não deixemos os "argumentos" nos empobrecer e fazer-nos pensar que estamos certos e é perfeito nosso jeito de servir.
 

O que preciso rezar mais? O que preciso fazer mais? O que preciso entregar mais? Qual o propósito preciso assumir com vontade? Que horas do dia de hoje vou começar?
 

Coloquemos em Deus todas as nossas preocupações consagrando-nos a Maria.
 

Coloquemos em Deus todas as nossas preocupações abrindo-nos a ação do Espírito Santo.
 

Coloquemos em Deus todas as nossas preocupações entregando-nos ao amor esponsal de Jesus Cristo.
 

Deus tem cuidado de nós. Jesus eu confio em Vós!

Vida de Oração
Padre Paulo Ricardo ensinaos a orar. Clique aqui


Mt 7,7

 Jo 4, 40ss

1 Ts 5, 17

 

Novas Comunidades - Dom da Trindade (p. 24 e 25)

Disciplina na vida de oração é importante! Quais são as orações comunitária GMP? Partilhe com os irmãos como é sua rotina de oração e suas meditações sobre nossas orações comunitárias.

Espiritualidade:  Lc 18, 1; RI 9 - 10
 

Lc 18, 1

“Contou-lhes ainda uma parábola para mostrar a necessidade de orar sempre, sem jamais esmorecer.”


Disciplina na vida de oração é importante! Instrumentos essenciais para vivencia da espiritualidade:

 

Quais são as orações comunitária GMP?
1) Vinde Espírito Santo. Clique aqui
 

2) Consagração a Nossa Senhora. Clique aqui
 

3) Oração a São Miguel Arcanjo. Clique aqui
 

4) Oração do Anjo da Guarda. Clique aqui 
 

5) Oração de São Bento. Clique aqui

 

6) Oração Carismática c/ Palavra (Rm 8, 26)

7) Terço ao Esposo Clique aqui


8) Terço do Exame de consciência (apoio para oração mental)- Senhor como pude te ofender assim? Mt 18 Clique aqui


9) Agradecimento e Louvor (apoio para oração mental) Clique aqui


10)Terço da Misericórdia Clique aqui


11) Terço Mariano Clique aqui

Oração da manhã: Clique aqui
Qual a importância da Oração da Manhã para o carisma GMP?

Sl 5, Sl 103

O que experimentamos através da Oração da Manhã?

 


Hora da Misericórdia: Clique aqui
 

Leitura Orante: Clique aqui 
Qual a importância da Leitura Orante para o carisma GMP?

Rm 1, 16. 10, 17; D. 584, 725, 729

O que experimentamos através da Leitura Orante?

Qual a importância da espiritualidade Mariana para o carisma GMP?

Lc 1; JO 2,1-12; FB p. 56 p. 58 primeiro parágrafo. D. 32, 161

Qual a importância da Espiritualidade Carismática para o carisma GMP?

Lc 18, Rm 8, 26-27; I Cor 12. 13. 14; FB p. 58 (D 9 e 10)


Qual a importância da espiritualidade Esponsal a Jesus Misericordioso para o carisma GMP?

FB. 58 , Gratidão

O que experimentamos através do Terço ao Esposo?

Ct 1, 4; 3, 4; 2, 8; 2, 6- “Meu amado é todo meu e eu sou dele!”

 

Queremos ter uma vida de Louvor a Deus?

D. 378

Maria – Minha alma engrandece o Senhor e meu espirito exulta de alegria


Louvor cura, liberta e nos enche do Espírito Santo que ora em nós.


Louvor é exaltação a um Esposo fiel que nos encharca de amor.


Qual a importância da adoração ao Santíssimo Sacramento para o carisma GMP?

Jo 4; Hb 1, 5-6; Hb 12, 1-2

 

O que experimentamos através da adoração ao Santíssimo Sacramento?

 

O que experimentamos contemplado Jesus na cruz e na ressurreição?

 

O que experimentamos contemplado as chagas de Jesus?

D. 369

O que experimentamos contemplando o quadro da Divina Misericórdia?

(Imagem) FB p. 60, – D. 47, 48, 313

 

A uma festa muito linda esperando por você. FB. 61

 

Como se preparar para esta festa?

FB p. 63

Proposta de caminho de oração: Projeto Formativo p. 7 no inicio da página.

 

Leia sobre a GMP. Clique aqui

Leitura do Regimento Interno da  GMP no inicio da página.

Por que do sofrimento?

D. 23 e 145 , calar-se D. 92, 552, 553, 669 (Tg 3, 1-2)

 

É importante conhecer a miséria da alma?

Lc 17, 11. 18, 13- 19D. 56

Clamar com ousadia

Lc 17, 13; Lc 18, 1-8; 1 Cor 14, 16)

 

Qual a importância do Sacramento da Confissão

D. 112, 154

Meditemos sobre alguns pontos da devoção a Divina Misericórdia:
Hora da Misericórdia - D. 1320

Festa da Misericórdia – D. 300


Novas Comunidades - Dom da Trindade (p. 26 e 27)


Qual a importância da Eucaristia

 Jo 6; D. 91, 312, 1810

 

Quem é Jesus?

D. 30

 

Quem são nossos santos baluartes?

D. 150

 

Qual a importância do perdão para o carisma?

Lc 17, 1- 10.

Perdão é escolha, é lembrar sem sentir dor. Escolha que deve ser feita todos os dias, não por medo.


Perdão é necessário para sermos libertos e curados. Perdão é colocar-se no lugar do outro buscando soluções e não culpado.


Como praticar a Misericórdia?

Mt 25, 31-40; D. 742

 

Cuidar-se de si mesmo.

D. 783

7.Quem é a pessoa?
Todos chamados à santidade tendo o mesmo modelo (Jesus), porém com maneiras e desafios diferentes.

João 17,23

 

Após este primeiro passo, lê com atenção, buscando refletir sobre as seguintes questões propostas no Roteiro de Estudos. Iremos conversar sobre estes pontos na Formação.

Deus abençoe!!!

ROTEIRO DE ESTUDOS

1)Qual o nosso ponto de comunhão? Qual a nossa referência?


2)Qual os recursos para aproximarmos mais da nossa referência?

3)Quais as dificuldades das pessoas em nosso tempo?

  • Globalização dos valores referenciais,

  • Sociedade em rápidas e permanentes mudanças,

  • Troca do fato pelo simulado,

  • Competitividade,

  • Consumismo,

  • Desejo é facilmente transformado em necessidade,

  • Dependência de jogos,

  • Falta de autoridade e responsabilidade,

  • Cegueira de olhar para fora,

  • Cultura de isolamento e egocentrismo...


4)Tríade neurótica de massa:

  • Violência,

  • Dependência

  • Depressão


5)Como responder ao apelo do mundo?

Mt 6, 25-35
"Ver a vontade de Deus pelo desenrolar dos acontecimentos."

Educados na linguagem da confiança. O melhor período para aprender uns as linguagens são na infância.


6)Ontologia Dimensional

Três dimensões da pessoa:

  • Físico- hereditariedade, biológico, Na falta de componentes biológicos tomamos remédio.

  • Psíquico- cognitivo, afetivo, social (educação e cultura)

  • Noética- espiritualidade, intuição, amor, alegria, humor, religiosidade...

Analise:  Clique aqui

Ler artigo sobre ontologia dimensional

A Ontologia Dimensional de Viktor Frankl

7)Liberdade mental e liberdade física:

Mesmo sem liberdade física eu tenho liberdade mental diante do que me oprime.

​Comente a frase de Frankl: "(...) o homem não está livre de condições e, em geral, não está livre de algo, mas livre para algo, que quer dizer livre para uma tomada de posição perante todas as condições." (FRANKL, 1989)(Meditar a história de Viktor Frankl)

Não ir para o fio - Livro Em busca de sentido - página 32

  • Água gelada do chuveiro não é ácido.

  • Felicidade é ser poupado.

  • Felicidade é não voltar luz para catar as pulgas.

8)O ser humano consegue estar em homeostase?

9)Como podemos buscar o que devemos ser? Projeto de vida

10)Para quem vive em comunidade é necessário um projeto de vida comunitário que busque o bem comum? O meu bem-estar é influenciado e influencia os outros?

11)O que é logoterapia?

Livro Em busca de sentido - páginas 123 e 135

12)Quais são os três pilares da logoterapia?

  • Liberdade de vontade,

  • Vontade de sentido (Movido pelos propósitos e pelo "para quê?")

  • Sentido da vida (deve ser descoberto).

13)Quais são as três etapas de vontade?

  • Infância: prazer e satisfação

  • Adolescência: poder e auto-satisfação

  • Idade adulta: vontade de sentido

14)Como encontrar o sentido?

Criando trabalho ou praticando um ato.

Experimentando algo ou encontrando alguém. Pelas atitudes que tomamos em relação ao sofrimento inevitável.

15)Sentido na missão:

Olhar para fora de si e viver o amor no mais profundo grau?

Livro Em busca de sentido - página 135 e 136

16)Porque Viktor Frankl fala mais de personalidade do que pessoa?

O que influencia mais a sociedade a personalidade ou a pessoa?

17)O que é temperamento?

Quais os diferentes tipos de temperamento?

O que há de positivo em cada um?

O que é preciso cuidar?

Os quatro temperamentos:
Colérico (Fogo- quente e seco):

  • Pessoas expansivas (extrovertido)

    •  "Senhor, não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça" (Jo 13,8.9)

  • Sem envolver ​(não decidem para agradar os outros); 

  • Põe tudo para fora;

  • Ampliam-se, mas mantêm suas ideias;

  • Líderes (assertivo);

  • Leal

    •  "Ainda que todos se escandalizem, eu jamais!" (Mc 14,29);

  • Não desistem dos seus objetivos;

  • Tenta sempre despertar o que é melhor num filho, querendo sempre que se supere;

  • O convívio com pessoas coléricas faz com que nos sintamos impedidos a sermos melhores;

  • Cuidado com a postura impositiva e autoritária.

 

Podem deixar os filhos e outras pessoas assustadas por não compreender que não é raiva, mas próprio do temperamento a fala firme dos coléricos.


As pessoas de temperamento de fogo esquecem que as crianças são crianças, tendo dificuldade de compreender a infantilidade.


Simão Pedro: impulsivo, era de decisão súbita e de ação rápida, tinha iniciativa, prático, autossuficiente (se motivava a resolver os problemas do seu jeito), explosivo, impaciente, ansioso, inquieto, agia e depois pensava...


Simão (Zelote): impulsivo e prático, protestar era uma característica, era um homem de lealdade intensa, senso de urgência em tudo, era motivado a resolver as questões do seu jeito.

Sanguíneo (Ar- quente e úmido):

  • Expansivo

    • Cuidado para não lhe acharem arrogante e envolvente (João queria sentar do lado de Jesus- Mc 10, 35-41);

  • Criança grande

    • (Cuidado! Muitas vezes o filho quer interagir com os amigos sem a interferência paterna. É preciso compreender que o filho precisa mais de pai do que de um amigo);

  • Intenção de se relacionar e sensível

    • (Cuidado! Não acumular sofrimentos por apego!);

  • Precisam da fala para se organizar
    • (essas pessoas podem ser tímidas, mas mesmo assim preciso falar. Sintomas de desorganização diminui à medida que a pessoa começa expressar seus pensamentos, afetividades...).

 

João, filho de Zebedeu e irmão de Tiago (Mc 1, 19-20), filho de Salomé (Jo 19, 25), Salomé era irmã da mãe de Jesus (Mc 15, 40) : impulsivo (Mc 9, 38), comunicador, sensível, de bom relacionamento (deixou Pedro entrar antes na câmara do sepultamento- Jo 20, 1-4. 8) , envolve os outros através dos sentimentos (Jo 18, 15), precisava da aceitação e do reconhecimento do grupo e fiel até a Cruz (Jo 19.26-27).
 

Mateus (Levi-Lc 5,27-29 ) (Mt 9,9): comunicador, tinha bons relacionamentos, foi um grande contribuinte financeiro do grupo pela sua generosidade, tinha qualidades de manter com facilidade uma comunicação harmoniosa com todos, buscava a aceitação social e tinha o reconhecimento dos demais.
 

Bartolomeu (Natanael - Jo 1, 45-47): ("Não há falsidade."), comunicador, sensível, de fácil relacionamento, buscava sempre harmonia no grupo, sempre divertido e a felicidade acima dos resultados, tinha o reconhecimento do grupo pelos seus serviços sociais aos familiares de todos os apóstolos. Um pouco idealizador, pela descontração e falta de atenção para o aqui agora, distraído e levado a liberdade de expressão. A ausência de controles rígidos eram fatores que o motivavam. Crucificado de cabeça para baixo.


Tiago, filho de Alfeu (Mt 10, 3; Lc 6, 15) (parecido com Jesus) e Judas Tadeu : comunicadores, tinham um coração grande, bom e generoso. Buscavam sempre a harmonia no grupo, eram muito queridos por todos, tinham uma sensibilidade e simplicidade muito grande, evitavam conflitos, eram prestativos e sempre prontos a ajudar a todos a trabalhar em equipe.

Fleumático (Água- úmido e frio)

  • Conversa pouco;

  • Observe depois se expressa, antes de reagir;

  • Mais lentos em tomar decisões (processos psíquicos são mais lentos, precisa tempo);

  • Organizados;

  • Tolerantes e flexível;

  • Está no ambiente sem conversar com ninguém, mas sente-se confortável;

  • Cuidado! Pode passar a impressão de indiferença ou observação crítica!

  • Cuidado para não ser sufocado pelos seus sentimentos não expressos;

  • Não colocar metas baixas para pessoas fleumáticas;

 

Tiago, filho de Zebedeu e irmão de João (Mc 1, 19; Mc 9, 2-13; At 12, 2.5-25): idealizador, pensador, intuitivo, equilibrado e flexível.

Melancólico (Terra- seco e frio)

  • Rígido e tenso;

  • Capacidade de contração (cuidado! Acolhe os problemas dos outros e não partilha os seus);

  • Cuidado para não ser sufocado pelos seus sentimentos não expressos;

  • Concentrado;

  • Objetivo - Filipe: "Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta" (Jo 14,8)

  • Organizando -Filipe: "Não lhes bastariam duzentos denários de pão, para receber cada um o seu pedaço", disse ele (Jo 6,7);

  • Lidam bem com rotina (chegam às vezes a estabelecer a rotina de alguém)- As pessoas sanguíneas e coléricas geralmente tem problemas no convívio com um melancólico, mas, se permitirem, o melancólico as organizará, por possuir essa virtude em sua própria natureza.


André (Jo 1, 35-41. Mc 1, 29) : organizador, planejamento, metódico e previsível, tinha certeza e compreensão exata das regras. Crucificado numa cruz em forma de "X"
 

Felipe (Jo 1, 28; Jo 12, 20-22): organizador, detalhista, metódico, jeito sistemático de cumprir suas funções.
 

Tomé: organizador, movido pela ordem, controle e segurança, comportamento detalhista e analítico, metódico, leal e responsável, organizava e planejava o itinerário dos apóstolos. 

1.Dr. Italo Marsili - Os 4 temperamentos:

2.Padre Paulo Ricardo: Os quatro temperamentos e nossa vida interior. Clique aqui

3.Comunidade Shalom: Como conviver com alguém de temperamento difícil. Clique aqui

4.Comunidade Shalom: Os lideres nascem ou se formam. Clique aqui

 


8.Relacionamento

  • Recomendo a leitura em casal do livro:  Vida Sexual no Casamento (professor Felipe Aquino)

  • Déia e Tiba - Vida sexual no casamento

img-1568221280421_orig.jpg
Fabio Limeira- fundador da Comunidade GMP